CAIAQUE SUNSET: UMA AVENTURA NA PATAGÔNIA

QUE TAL UMA AVENTURA DE CAIAQUE NA PATAGÔNIA?

Caiaque

Pode parecer engraçado, mas eu só fiz caiaque em lugares com águas geladas nas minhas viagens. A primeira vez foi nos canais de Utrecht, na Holanda, e a segunda em Ushuaia, aqui na Argentina. E todo mundo me pergunta: não é muito frio? Então... É frio até o momento em que a cabeça para de pensar nisso, foca na remada e em admirar a natureza.

Ao menos essa é a minha forma de lidar com as temperaturas mais baixas quando vou fazer atividades ao ar livre. Simplesmente tento esquecer para aproveitar ao máximo. Sem falar que se trata de uma atividade física. Se o dia colaborar, é possível até sentir calor no verão patagônico.

Em Ushuaia, o local em que tive a oportunidade de remar foi o Lago Escondido, que tem uma das paisagens mais bonitas da Terra do Fogo, no passeio Caiaque Sunset. Uma daquelas experiências inesquecíveis, que faz entender o que é de fato estar no fim do mundo. O lugar é inóspito e o mais bacana é que a atividade é super acessível, mesmo para aqueles que não têm experiência com caiaque, como no meu caso.

Caiaque

A saída é sempre por volta das seis da tarde. A busca por um lindo pôr do sol muitas vezes é o que chama a atenção do passeio. Porém, mesmo em dias nublados o Caiaque Sunset surpreende pela sensação única de estar fazendo essa atividade em lugar tão distante e sem muitas pessoas ao nosso redor. Me lembro bem de dois alemães que curtiram muito o passeio em um dia com muita neblina. "Foi uma verdadeira aventura", diziam.

Os caiaques são para duas pessoas. Largos, eles têm um equilíbrio excelente, o que torna muito difícil virar na água. A "preocupação" de quem se anima a participar será remar. Além disso, o equipamento incluído também conta com um neoprene impermeável para cobertura do cockpit e colete salva vidas. Indispensável levar os casacos em camadas, como o corta vento, luvas e gorro. Saiba mais sobre quais roupas levar para Ushuaia aqui.

O Lago Escondido é bem calmo e tem esse nome porque às vezes a neblina o esconde de quem o tenta ver do Paso Garibaldi, ponto mais alto da Ruta 3. A única coisa que pode dar um pouco mais de emoção é o vento. Mesmo assim, os guias prezam pela segurança e não há excursão se o clima estiver hostil. Se o tour prossegue, estamos seguros.

Começando a aventura

Ao encontrar os caiaques pela primeira vez, o guia dá as primeiras instruções e ajuda no "embarque". Já na água, é hora de remar para atravessar um dos mais belos lagos da Patagônia. Uma das coisas mais legais desse passeio é que, se os aventureiros se sentem confiantes, o guia dá liberdade para que saiam um pouco do rumo para aproveitar a paz da natureza.

Uma das coisas mágicas dessa atividade é a grande possibilidade de ver castores que habitam nas proximidades da beira do lado oposto. Consegui ver dois enquanto remava perto dos bosques. A travessia é espetacular e, embora o entardecer não fosse tão visível por conta das nuvens, todo o cenário montanhoso era impressionante. Nessas horas, a natureza se impõe, e percebemos o quanto somos pequenos.

Caiaque Caiaque Sunset

Jantar na floresta

Em toda a temporada de primavera e verão, o aumento e, depois a diminuição, das horas com luz, faz com que cada um tenha uma percepção diferente do passeio. Quando fui, em outubro do ano passado (2017), a noite caía por volta das 20:00. Chegamos na floresta nesse finzinho de tarde e, após desembarcar, nosso guia começou a preparar a fogueira e o nosso jantar.

Caiaque Caiaque

Antes de tudo, queijo, salame, azeitonas, pão e um bom vinho. A fogueira esquenta o ambiente e o momento é mesmo para confraternização em um lugar só nosso. O jantar, uma deliciosa carne com vegetais (há opção vegetariana e vegana também) é preparado ali mesmo. Já de noite, após descansar, é hora de voltar. Quando fiz o passeio, as nuvens colaboraram e pude ver um dos céus mais estrelados desde que cheguei na Patagônia.

Enquanto remávamos de volta, com as lanternas acesas na cabeça, nosso guia pediu para que apagássemos por um momento. O visual do céu estrelado era incrível. Apreciamos um pouco aquele momento ainda dentro do caiaque e seguimos. Sem dúvida, uma das excursões mais legais que fiz na vida.

Caiaque

Texto por: Hailton Andrade (Eu vim da Bahia)

Quer fazer esse passeio também? É só clicar aqui!

 

CONTINUE LENDO:

ROTEIRO USHUAIA: O QUE FAZER EM 5 DIAS?

CONHEÇA O INVERNO DA PATAGÔNIA ARGENTINA

CONHEÇA O VERÃO DA PATAGÔNIA ARGENTINA

Deixe um comentário