Histórico navio norueguês aporta em Ushuaia para expedição científica

Histórico navio norueguês aporta em Ushuaia para expedição científica

Desde as expedições feitas na época dos primeiros nativos, incluindo a HMS Beagle, que levava a bordo o grande cientista inglês Charles Darwin, Ushuaia desperta muito o interesse de cientistas que buscam entender como funcionam a rica e bela natureza, além da vida animal da Cidade do Fim do Mundo.

Mantendo essa grande tradição, o navio norueguês “Statsraad Lehmkuhl” aportou em Ushuaia nesta quarta (30) para realizar parte da expedição chamada One Ocean, uma iniciativa do governo norueguês, cientistas e universidades, além da ONU (Organização das Nações Unidas). Último destino dele antes de atracar na Terra do Fogo, foi em terras brasileiras, no Rio de Janeiro.

Este veleiro, que conta com uma história de mais de 108 anos, foi construído na Inglaterra, mas passou pela mão de várias nações até chegar na Noruega, atual dona dele. Apesar da idade avançada, a embarcação norueguesa ainda é um dos maiores e mais simbólicos veleiros do planeta.

Ushuaia foi uma das 36 localidades escolhidas por essa expedição por conta da sua riqueza natural e proximidade do continente gelado da Antártida, já que o objetivo principal dela é estudar como estão os oceanos pelo mundo, compartilhando conhecimento para que assim as nações possam tomar atitudes que preservem os mares e a natureza em geral.

Os cientistas dessa embarcação farão seus estudos por 10 dias, colhendo amostras e vendo como se dá a interação dos oceanos com os humanos, a fauna e flora de Ushuaia. No dia 8 de abril, ele voltará ao porto para então seguir viagem por outros locais do mundo.

Quer conhecer os mares da Cidade do Fim do Mundo? Arrume as malas e partiu Ushuaia!